BLog: O diário digital de VMNF.NET

27/01/2005

IEFP: Portaria da Área Ciências Informáticas (Reunião com José Cruz)

Colocado em: — Vitor M. N. Fernandes @ 22:04

No âmbito da Proposta de Revisão da Portaria Área de Ciências Informáticas (IEFP) reuni com o Dr. José Cruz com o objectivo de preparar a próxima reunião da Comissão Nacional de Aprendizagem (CNA).
Neste momento já se encontram estabilizados os percursos da aprendizagem, nomeadamente a distribuição do número de horas e nomes dos cursos / módulos relativos ao referencial curricular.
Até à reunião da CNA (em Março?), na Componente de Formação Científico-Tecnológica, teremos de concluir a elaboração do referencial curricular (objectivos, conteúdos teórico-práticos e durações de referência), recursos humanos (habilitações e experiência) e recursos físicos (hardware e software).
Um dos principais resultados desta reunião foi estabelecer o objectivo de tornar a Portaria independente das empresas de software e das versões actuais (p.e. Processador de Texto em vez de Microsoft Word 2003! ;)).
Foi também combinado reunir semanalmente de modo a acompanhar-mos a evolução do trabalho.

Quem respeita as normas (X)HTML, CSS, RSS e Atom?

Colocado em: — Vitor M. N. Fernandes @ 13:56

Alguém respeita as normas como o (X)HTML, CSS, RSS e Atom que definem os padrões para as páginas Web, folhas de estilos e registos de sindicância? Se as normas existem não deveriam elas ser respeitadas?

1. Contexto
A normalização chegou ao W3C com o HTML 3.2, nome de código Wilbur, que foi seguido depois pelo HTML 4.0, 4.01. Algumas das melhorias (3.2 - 4.x) foram a separação entre a apresentação (CSS) e a estrutura (HTML), o suporte internacional entre outras. O XHTML surge pouco depois do HTML 4.01 para fazer a transição para uma linguagem de marcação para texto. XHTML 1.1 é uma versão de hipertexto que tira partido da arquitectura XML.
Os feeds Atom e RSS (que utilizam o XML) surgiram para permitir a rápida verificação de novidades ou alterações em locais Web de forma centralizada (Para leitura de feeds deixo o SharpReader e as BlogLines).
Esta normalização permite a interoperabilidade entre produtores de páginas / conteúdos e os seus leitores nas mais variadas plataformas de produção e consulta.
Todos somos prejudicados pela não aceitação das normas por todos. Ferramentas / plataformas não apresentam os conteúdos com código normalizado. Os navegadores não implementam correctamente as normas na sua totalidade, cada um faz interpretações diferentes das mesmas páginas e estendem a seu gosto as normas. No final vemos que a mesma página pode ter apresentações muito diferentes para o mesmo código fonte (X)HTML.

Na página 2 apresento resultados de uma pequena exploração sobre validação das normas em locais.
Na página 3 podem experimentar validar os vossos URLs.
Não se esqueçam de deixar o vosso comentário! ;)



Powered by WordPress (26 resultados em 0.095 segundos.)